Cartaz - deixe a sua fé suplantar o seu medo

Anúncios

Ana: uma mulher cheia da graça de Deus

Ana cheia da graça de Deus

PARTE I

Texto Bíblico: I Samuel 1

 

1) Contexto Histórico (v.1)

  • Acontece na região de Efrata.
  • Família:
    • Elcana (significado do nome: “que Deus criou”)
    • Ana (significado do nome: “cheia de graça”)
    • Penina (significado do nome: joia, pérola)
  • Subiam a Siló para uma festa judaica.

 

2) Mulheres com problemas (v.2,4-5)

  • Ana: não tinha FILHOS.
  • Penina: não era amada.

 

O QUE SERIA MAIS DIFÍCIL PARA VOCÊ:

– Não ter filhos ou não ser amada?!

 

3) A atitude que temos revela quem somos (v.6-7)

– Penina a IRRITAVA.

– Reação de Ana: “chorava e não comia” (v.7)

 

COMO VOCÊ REAGIRIA???

 

4)Ana era amada (v.5), mas não era  compreendida

  • Você já trilhou o caminho da incompreensão? (v.8)

            “Então, Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que estás de coração triste? Não te sou eu melhor do que dez filhos?”

(I Samuel 1:8)

 

  • Elcana com todo seu amor não tinha o PODER de aliviar a dor do coração de Ana.

“Olhei para a minha direita, e vi; mas não havia quem me conhecesse. Refúgio me faltou; ninguém cuidou da minha alma” (Salmo 142:4)

“Não te distancies de mim, porque a tribulação está próxima, e não há quem me acuda” (Salmo 22:11)

 

  • Há alguém que entende o que nem você entende! Deus pode compreender o que acontece com você.
  • Não era a irritação de Penina ou a incompreensão de Elcana que incomodava Ana, mas…

 

5) O silêncio de Deus 

O SILÊNCIO DE DEUS REVELA A MULHER QUE EXISTE DENTRO DE VOCÊ:

 

# Um tipo de “mulher de Jó”

(A esposa de Jó, na situação de calamidade em que Jó se encontrava, sugeriu a Jó que amaldiçoasse a Deus e morresse – Jó 2:9)

# Um tipo de mulher como Ana (I Samuel 1:9-10)

6) A escolha de Ana (v.9)

  • Levantou-se e orou com amargura de alma. (v.10)
  • A geração do micro-ondas quer tudo pra ontem! Mas, espiritualmente as coisas não funcionam assim.
  • No ápice da dor, Ana derrama a sua alma perante o Senhor. (v.15)
  • Ana se afastou da comida e da bebida, mas não se afastou de Deus.

Seu coração está atribulado? As circunstâncias ou as pessoas trazem angústia a sua alma? Faça como Ana! Derrame-se em oração perante o Senhor! Deixe com ele toda a ansiedade do seu coração! Jesus convida:

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:28-30)

___________________________________________________

A irmã Guaianaí Silva é esposa de pastor, com ministério na cidade de Campinas, São Paulo. Ela tem servido a Deus em sua igreja local e ministrado estudos para muitos grupos de mulheres.

Foto - Guaianaí - Copy

Aquietando nossos corações

Aquietando nossos corações

 

Texto Bíblico: Salmo 131

1 SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim.
2 Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo.
3 Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.

Davi nos oferece aqui uma maneira eficaz de enfrentar situações difíceis.

A primeira lição deste pequenino salmo é nada de orgulho (v.1). As palavras soberbo, altivo ou arrogante têm o mesmo sentido: orgulhoso. O Salmista diz que não anda à procura de grandes coisas. Vivemos o século das coisas grandes: conquistas, recordes, bombas inteligentes […] Mas o que é grande aos olhos do mundo pode ser desprezível aos olhos de Deus. A maior coisa que o homem pode e deve buscar é Deus – Jesus, seu Filho, é o grande tesouro.

Neste mundo em que as pessoas estão mais à procura de fama, posição, poder e posses, precisamos pedir a Deus que nos conceda um coração humilde, que nos leve a buscar aquilo que de fato tem valor permanente. O autor do livro de Hebreus diz: “Contentem-se com o que vocês têm” (13.5) e Paulo conclui: “Tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos” (I Tm 6.8).

A segunda lição deste salmo é nada de ansiedade (v.2). O salmista diz que fez a sua alma se aquietar, se acalmar e serenar. E conseguiu ficar sossegado como a criança nos braços de sua mãe. Somos uma sociedade inquieta, nervosa, neurótica e ansiosa, mas Jesus nos traz paz, bonança e esperança.

A terceira e última lição é nada de desespero (v.3). A esperança em Deus é a nota com que o salmista encerra este salmo. A esperança é o alento do cristão. Vivemos num mundo desesperado; mas nós, filhos dos Reis dos reis, podemos colocar em Deus a nossa esperança. Nestes momentos difíceis somos convidados a nos desfazer de orgulho, ansiedade e desespero, confiando de forma absoluta em Deus, nossa âncora segura. – EOL

Extraído de Pão Diário, nº 15, devocional do dia 30 de dezembro.

 

 

Testemunhando da graça de Deus

…contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez. —Salmo 78:4

Deus deseja que seus servos exaltem seu nome e lhe rendam louvores pelas maravilhas que tem operado em suas vidas. Além disso, através do nosso testemunho podemos encorajar outras mulheres a também confiarem no Senhor, porque Ele é bom! Seus caminhos são sempre perfeitos!

Por isso, desejamos compartilhar com você o testemunho de mulheres que tem vivido na graça de Deus! E o primeiro destes é o testemunho da irmã Roseli Feitosa, que há quatro anos enfrenta a doença de fibromialgia.

Viva pela graça!

por Suzana Mafei Bezerra Garcia

 

Sabedoria: doce para a alma!

Alguns amigos nossos foram a Minas Gerais e de presente nos trouxeram mel. Meu pai, apreciador desta delícia, gostou muito!

O mel é apontado como um dos alimentos que mais rapidamente se transforma em energia em nosso corpo. Assim, ele é não somente doce, mas também é saudável.

E as Escrituras já apontavam estas duas características deste delicioso alimento.

É dito em Provérbios 24.13: “Filho meu, saboreia o mel, porque é saudável, e o favo, porque é doce ao teu paladar.”

Mas as Escrituras vão além de somente descrever o mel. Elas o comparam à sabedoria! Não é incrível?

“Então, sabe que assim é a sabedoria para a tua alma; se a achares, haverá bom futuro, e não será frustrada a tua esperança.” Provérbios 24.14

Busquemos a sabedoria, ela será doce para alma e benção para as nossas vidas!mel