Arquivo | abril 2015

Aquietando nossos corações

Aquietando nossos corações

 

Texto Bíblico: Salmo 131

1 SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim.
2 Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo.
3 Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.

Davi nos oferece aqui uma maneira eficaz de enfrentar situações difíceis.

A primeira lição deste pequenino salmo é nada de orgulho (v.1). As palavras soberbo, altivo ou arrogante têm o mesmo sentido: orgulhoso. O Salmista diz que não anda à procura de grandes coisas. Vivemos o século das coisas grandes: conquistas, recordes, bombas inteligentes […] Mas o que é grande aos olhos do mundo pode ser desprezível aos olhos de Deus. A maior coisa que o homem pode e deve buscar é Deus – Jesus, seu Filho, é o grande tesouro.

Neste mundo em que as pessoas estão mais à procura de fama, posição, poder e posses, precisamos pedir a Deus que nos conceda um coração humilde, que nos leve a buscar aquilo que de fato tem valor permanente. O autor do livro de Hebreus diz: “Contentem-se com o que vocês têm” (13.5) e Paulo conclui: “Tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos” (I Tm 6.8).

A segunda lição deste salmo é nada de ansiedade (v.2). O salmista diz que fez a sua alma se aquietar, se acalmar e serenar. E conseguiu ficar sossegado como a criança nos braços de sua mãe. Somos uma sociedade inquieta, nervosa, neurótica e ansiosa, mas Jesus nos traz paz, bonança e esperança.

A terceira e última lição é nada de desespero (v.3). A esperança em Deus é a nota com que o salmista encerra este salmo. A esperança é o alento do cristão. Vivemos num mundo desesperado; mas nós, filhos dos Reis dos reis, podemos colocar em Deus a nossa esperança. Nestes momentos difíceis somos convidados a nos desfazer de orgulho, ansiedade e desespero, confiando de forma absoluta em Deus, nossa âncora segura. – EOL

Extraído de Pão Diário, nº 15, devocional do dia 30 de dezembro.

 

 

Anúncios

Testemunhando da graça de Deus

…contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez. —Salmo 78:4

Deus deseja que seus servos exaltem seu nome e lhe rendam louvores pelas maravilhas que tem operado em suas vidas. Além disso, através do nosso testemunho podemos encorajar outras mulheres a também confiarem no Senhor, porque Ele é bom! Seus caminhos são sempre perfeitos!

Por isso, desejamos compartilhar com você o testemunho de mulheres que tem vivido na graça de Deus! E o primeiro destes é o testemunho da irmã Roseli Feitosa, que há quatro anos enfrenta a doença de fibromialgia.

Viva pela graça!

por Suzana Mafei Bezerra Garcia